sexta-feira, 22 de novembro de 2013

Txi..


Mais uma que se livrou da cadeia! Viva Portugal!! 

4 comentários:

Nikita disse...

Se fosse uma pessoa anónima provavelmente não teria tanta sorte!

Katy Single disse...

E não é sempre assim?

I L.R. T. disse...

Infelizmente ...

Anónimo disse...


Não estarão a ignorar o estado ultra-doentio em que ela se encontrava ?
Não será uma descriminação negativa só por ser uma pessoa conhecida ?
Julgo que o crime ou não crime é indissociável da consciência cognitiva da pessoa, no preciso momento em que está a tentar suicidar-se.
Uma situação tão dramática e complexa não deve ser alvo de um julgamento ligeiro e simplista.
O que não põe em causa os legítimos direitos daqueles que foram materialmente prejudicados pelas consequências do acto tresloucado da Sónia.
O Instituto de Seguros de Portugal é que devia acautelar situações como esta, através de um fundo autónomo, tal qual acontece em relação ao sector automóvel onde as situações são provocadas por pessoas em seu pleno juízo, mas destituídas de educação e civismo.
Cuidado com os julgamentos simplistas e sumários de situações humanamente complexas.
Porque humanos somos...