segunda-feira, 28 de outubro de 2013

Tento mas não dá!!!


Decididamente não consigo lidar com pessoas teimosas, acabo sempre por me afastar de pessoas assim! Nunca consigo ter uma grande amizade com pessoas assim, porque a paciência tem limites.
Há pessoas tão teimosas que tiram a paciência a um santo e de santa não tenho nada! Não me considero uma pessoa teimosa mas de paciente também não tenho nada, logo, viro as costas e evito lidar com criaturas teimosas!
Escusado será dizer quem em relações amorosas será mesmo de todo impossível, em prol da minha sanidade mental.

...haja paciência....

4 comentários:

Anónimo disse...


Embora estando completamente "out" das razões que ditaram este teu post, deixo-te uma reflexão :

Já viste algum teimoso a teimar sozinho ?

As relações são como uma peça de madeira partida, com muitos bicos e covas. Por isso são difíceis e trabalhosas.

Porque só funcionam se a maioria dos bicos de uma das partes partidas encaixar nas covas da outra...e vice-versa.

E não há duas pessoas iguais, tal como as impressões digitais.

Esta é a realidade, por muito que nos desagrade e atrapalhe.

Procura a felicidade possível, com a calma impossível...porque o 100% é quimera.

Vive e sê feliz.

Kiss.

Virgolinox

Katy Single disse...

Como já disse, não sou teimosa e como tal, viro as costas e pronto! E assim sou feliz, é assim que procuro ser feliz, porque se não, dou em maluca com pessoas teimosas a sério!

Anónimo disse...


E se isso te for acontecendo sistematicamente, não te vais questionar sobre ti própria?
Nem aos critérios das tuas escolhas?
Será que o mundo não passa de uma legião de teimosos e parvos que esbarram todos numa Katy quixotesca?
Eu não conheço, nem tenho de conhecer os teus problemas, as tuas angústias.
Mas, uma vez que as trazes para um espaço que abres aos outros, apenas pretendo estimular que não penses "em redondo", que não questiones apenas os outros. Que te questiones, salutarmente, a ti própria.
Porque não há ninguém perfeito. Nem tu.
Percebes?
E olha que estas questões que te suscito não estão condicionadas por qualquer opinião subjectiva ou objectiva a teu respeito.
Simplesmente porque não te conheço, nem tu me conheces a mim.
Apenas estou a opinar em tese. E com um único objectivo. Tentar ajudar-te a encontrares clarividência e a saíres daquilo que me parece uma crise "existencial" passageira de uma MILF com 34 anos (porventura "boa como o milho", que não admite estar ultra-carente de afecto e de mimos, com a líbido no auge, que se sente encalhada, usando as tuas próprias palavras.

Estarei muito longe da realidade?
Não da tua, mas da efectiva, da real, daquela que tu ainda não consegues ver.

Virgolinox

Fogo disse...

Volto amanhã :)